INSS: Quais profissões dão direito ao benefício da aposentadoria especial?

Cotações e Índices

Moedas - 14/08/2020 12:15:01
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 5,388
  • 5,390
  • Paralelo
  • 5,050
  • 5,610
  • Turismo
  • 5,360
  • 5,690
  • Euro
  • 6,374
  • 6,378
  • Iene
  • 0,051
  • 0,051
  • Franco
  • 5,925
  • 5,931
  • Libra
  • 7,061
  • 7,063
  • Ouro
  • 338,710
  •  
Mensal - 05/08/2020
  • Índices
  • Mai/20
  • Abr/20
  • Inpc/Ibge
  • -0,25
  • -0,23
  • Ipc/Fipe
  • -0,24
  • -0,30
  • Ipc/Fgv
  • -0,54
  • -0,18
  • Igp-m/Fgv
  • 0,28
  • 0,80
  • Igp-di/Fgv
  • 1,07
  • 0,05
  • Selic
  • 0,24
  • 0,28
  • Poupança
  • 0,05
  • 0,05
  • TJLP
  • 4,94
  • 4,94
  • TR
  • -
  • -

Obrigações Tributárias do Dia

  • 14/Agosto/2020 – 6ª feira.
  • ICMS/REDF | Registro Eletrônico de Documento Fiscal (REDF).
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

Aposentadoria especial é um benefício concedido aos segurados que executam suas atividades em exposição a agentes nocivos que podem acabar causando danos à saúde ou integridade física do trabalhador no decorrer dos anos.

Este benefício pode ser concedido ao trabalhador que esteve exposto a agentes nocivos durante 15,20 ou 25 anos de contribuição.

Hoje vamos falar das profissões que dão direito a aposentadoria especial.

Profissões que vão entrar na nova aposentadoria especial

  • Guardas-civis;
  • Seguranças;
  • Autônomos.

Aposentadorias antecipadas após a reforma da previdência

  • Vigilantes armados ou desarmados;
  • Transportadores de valores;
  • Guardas-civis municipais;
  • Mineradores;
  • Trabalhadores expostos a materiais explosivos e armamentos.

As atividades com risco à vida serão incluídas nas novas regras de aposentadoria especial por meio de um projeto de lei complementar do governo apresentado pelo senador Eduardo Braga, que assina a proposta.

O que é preciso para requerer o benefício?

O trabalhador precisará comprovar a exposição ao risco por meio de formulário eletrônico a ser encaminhado pelo empregador para a Previdência.

O trabalhador será enquadrado no benefício não pela profissão anotada na carteira profissional e sim pela permanência ao perigo no exercício do trabalho.

O projeto que trata da periculosidade e fez parte de um acordo que garantiu a aprovação da reforma da Previdência em segundo turno.

Qual a vantagem dessa aposentadoria com a reforma?

O objetivo principal da reforma permite apenas a aposentadoria com critérios especiais para trabalhadores expostos a agentes químicos, físicos e biológicos com potencial de dano à saúde, o que é chamado de insalubridade.

“Essas novas regulamentações permitirão que o contribuinte individual tenha acesso à regra especial de aposentadoria no INSS” explica Adriane Bramante presidente do IBDP (Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário).

“Atualmente, esses trabalhadores precisam ir à justiça para conseguir o benefício”.

Com essa nova redação da lei complementar ampliou as possibilidades de enquadramento por periculosidade. Veja:

EXEMPLO:

Em caso dos guardas municipais, a proposta atende especificamente os casos em que os profissionais contribuem para a previdência Social.

Novas Regras

As aposentadorias especiais ainda serão concedidas, porém, os trabalhadores precisarão de idade mínima de 55, 58 ou 60 anos, sendo relativo a sua atividade.

Regra de Transição

Na regra de transição, além do tempo mínimo de contribuição, os segurados precisam ter na soma com a idade, 66, 76 e 86 pontos, respectivamente.

A regra de pontos não tem idade mínima, mas os trabalhadores vão ter que trabalhar por mais tempo.

Qual a diferença entre a periculosidade e insalubridade?

Periculosidade

Atividade expõe o trabalhador ao risco de morrer.

Veja os exemplos:

  • Eletricitários;
  • Fabricação de produtos incendiários, tóxicos ou explosivos;
  • Operações industriais com poeiras tóxicas de carvão, cimento e amianto;
  • Furação, corte e carregamento em subsolo;
  • Atividade de caça e pesca;
  • Escavação de poços, túneis e galerias;
  • Vigilantes e guardas armados ou não.

Insalubridade

A atividade prejudica a saúde do trabalhador.

Veja os exemplos:

  • Operadores de raio-X;
  • Operadores de britadeiras;
  • Trabalhadores da indústria química;
  • Médico, dentistas, profissionais da enfermagem;
  • Operários de construção e reparos navais;
  • Pintores de pistola;
  • Operadores de câmaras frigoríficas.

Fonte: JornalContabil | 21/07/2020

Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Organização Contábil Padova  |  Rua Major Aguiar 65, Centro - Volta Redonda RJ  |  Fone 24. 3342-2177